Guns and roses

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É com imenso carinho que tenho dedicado  a meus ídolos fragmentos de literatura, poesias e letras de música, de autores famosos e consagrados, e de outros não conhecidos, mas talentosos, escolhidos especialmente para eles. É uma maneira que encontrei de dizer que me preocupo com os divos e que são importantes para mim.

Il Divo não é apenas um fenômeno musical. Carlos, David, Sébastien e Urs agregam em si, além do talento, a alegria e a esperança de que, infelizmente, carecemos.

Fiz este blogue com o intuito de mostrar a eles o quanto são importantes para os seus admiradores. Eu me pergunto, quase sempre, se os quatro têm noção do que significam para os fãs.

Hoje os artistas se destacam pela fama que a mídia ajuda a disseminar, em que não são valorizados pela sua obra, mas pela sua imagem e por suas condutas na vida pessoal, de preferência os comportamentos que propiciam escândalos e despertam um mórbido interesse coletivo, de forma a dar retorno financeiro aos patrocinadores. Estas são as regras da indústria das celebridades.

Il Divo permanece isento nessa fogueira de vaidades focada na fama. O motivo é simples: talento, trabalho e profissionalismo. Beleza? Sim, os rapazes são belíssimos. Lembro que os encantos da beleza física são passageiros e o que marca e imortaliza o artista é sua obra.

Por tudo que representam para seus fãs eu torço para que o grupo tenha todo o apoio, estrutura e logística que necessita para continuar sua carreira.

E espero também que Carlos, David, Sébastien e Urs permaneçam juntos a realizar o excelente trabalho que fizeram até agora.

Não existem para mim artistas mais interessantes do que eles no cenário da música atual.

Eu gostaria que soubessem que gosto deles do jeito que são, sem tirar nem por, e que respeito suas escolhas, tanto na vida pública quanto na vida pessoal. Sempre procuro entender seus pontos-de-vista e  também sei que não é fácil a carreira artística.

Existe um monstro chamado “show business” e eu não posso – e nem devo – ser politicamente correta quando penso que  Il Divo não recebe o merecido destaque na sua própria gravadora. É um absurdo que artistas que vieram da ópera, no caso de Carlos, David e Urs –  excetuando-se  Sébastien – todos com carreiras ascendentes, sejam tratados como calouros do American Idol ou do Britain’s Got Talent! A melhor coisa que Simon Cowell fez foi lançar Il Divo e a pior é não tratá-los como merecem.

Todo artista quer exibir o seu talento e o lugar do grupo é no palco, cantando e encantando o seu público.

E, para os fãs, não existe algo melhor do que ver Il Divo em suas performances.

Independentemente do que acontecer, Carlos, David, Sébastien e Urs estarão para sempre na minha mente, no meu coração e na minha alma.

Estou banhada de amor e minhas mãos estão limpas.

 

Postado em Sem categoria

Um pensamento sobre “Guns and roses

  1. Olá Lu!
    Continue sempre com esta maravilha de blog e obrigada por manter os LINDOS, sempre vivos pra nós.
    “Sonhe com o que você quiser. Vá para onde você queira ir.
    Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida
    e nela só temos uma chance de fazer aquilo que queremos.
    Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
    Dificuldades para fazê-la forte.
    Tristeza para fazê-la humana.
    E esperança suficiente para fazê-la feliz.”
    Fui!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s